Como o treinamento de funcionários pode ajudar no seu laboratório?

Em um laboratório, a eficiência dos processos é uma busca constante. É necessário acompanhar os resultados para fazer uma gestão adequada. Afinal, é preciso medir para gerenciar. Como fazer isso? Uma resposta é investir no treinamento dos funcionários.

A ideia é garantir o menor índice de erros possível por meio de um modus operandi adequado. Para isso, é preciso fazer mensurações constantes dos resultados e direcionar as ações para a qualidade e eficiência de processos.

Sem adotar essa prática, a tendência é desconhecer a situação real do laboratório. Com isso, fica impossível tratar os gargalos, eliminar as etapas desnecessárias e corrigir os erros, que impactam até mesmo o paciente.

Por isso, neste post mostramos a importância da capacitação dos colaboradores e trazemos 5 dicas para fazer um treinamento eficaz. Acompanhe!

A importância de se preocupar com a capacitação dos colaboradores

Os laboratórios têm processos específicos. É preciso gerenciar as atividades de forma completa e de todas as unidades, caso haja mais de uma. O objetivo é rastrear as etapas do pré ao pós-analítico, a fim de que os gargalos sejam solucionados e que se possa desenhar planos de melhoria contínua.

Ao mesmo tempo, por exemplo, diretrizes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa devem ser seguidas, como o caso do transporte de material biológico. Caso as amostras não sejam bem fechadas e organizadas em malotes, a perda é um risco significativo.

Esse é um dos exemplos que mostram como o treinamento dos colaboradores é necessário. Ao capacitá-los, é possível diminuir as perdas em todas as etapas realizadas.

Isso implica retrabalhos e problemas na confiabilidade dos processos. Além de influenciar a obtenção de bons resultados devido aos desperdícios, há transtornos no atendimento e na fidelização dos pacientes.

Em relação ao aspecto interno, o treinamento contribui para a retenção de colaboradores. O motivo é o desenvolvimento dos profissionais, que eleva a sensação de pertencimento e a motivação.

As 5 dicas para fazer um treinamento de funcionários eficaz

A capacitação de colaboradores é uma medida complexa, mas essencial. Além de melhorar os resultados do negócio, ajuda a oferecer um atendimento ágil para os clientes. A questão é: o que fazer? Veja 5 dicas para aplicar.

1. Use indicadores

Os sistemas que otimizam o trabalho do gestor geram indicadores sobre o desempenho do estabelecimento e o monitoramento de dados permite conhecer os gargalos e definir estratégias de treinamento e a definição de metas.

Aproveite as informações para verificar taxas de erros de cadastro, o percentual de perdas e retrabalhos, tempo de atendimento, entre outras.

2. Escolha assuntos relevantes para abordar

O próximo passo é definir os temas a serem abordados no treinamento dos profissionais. Veja, pelos indicadores, quais são os principais problemas e gargalos, e determine quem deve passar pela capacitação. Alguns quesitos que ajudam a fazer essa delimitação são:

  • registros de baixa performance ou produtividade;
  • registros de acidentes ou violações de segurança ;
  • índices de erros de cadastro e/ou retrabalho;
  • percepção de falta de habilidade em manuseio de equipamentos.

3. Defina os objetivos do treinamento

O fluxo e produtividade dos processos do seu laboratório é o principal fator aqui. Reúna as informações das diferentes áreas e elabore um documento com as complexidades dos setores.

Veja as demandas de cada área e determine quem deverá participar da capacitação. Alguns temas devem ser aplicados a todos, como o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e os de evacuação. Por outro lado, há outros específicos, por exemplo, os processos específicos por etapas, do pré ao pós analítico.

Além disso, alinhe o treinamento aos sistemas a serem utilizados e às metas a serem alcançadas pelo laboratório. Utilize algumas fontes de informação para definir os assuntos importantes, como descrições de cargos, obrigações legais para funcionamento e instruções das Resoluções da Diretoria Colegiada (RDCs) e normas de qualidade, por exemplo.

4. Planeje todas as etapas do processo

O desenho das etapas a serem desenvolvidas deve ser feito antes da aplicação. Crie a aula, monte os materiais, verifique o espaço e os equipamentos necessários, e defina quem ministrará a capacitação.

Lembre-se de usar algum sistema de avaliação, a fim de identificar os resultados. Mais que isso, aposte em alguns elementos positivos:

  • reforço de postura, a fim de incentivar o progresso e recompensar bons resultados;
  • retenção do conhecimento por meio da prática de habilidades recém-adquiridas pelos colaboradores;
  • transferência da teoria para os profissionais saberem aplicar os assuntos em sua rotina;
  • aposta no motivacional para criar um sentimento de preocupação e estabelecer um nível de dificuldade adequado.

5. Avalie os resultados obtidos

A mensuração dos resultados obtidos indica se você está no caminho certo. Há várias possibilidades para isso: aplicação de provas com perguntas e respostas ou acompanhamento do desempenho individual e da equipe.

Todas essas práticas são mais bem aplicadas com a ajuda do recurso certo. É o caso da Academia Shift. O foco é disseminar o conhecimento como fonte estratégica de gestão de conhecimento. Com isso, o potencial de usabilidade das soluções é atingido de maneira eficaz.

A Academia Shift ainda tem conteúdos educativos e treinamentos em sua plataforma, o que permite a expansão de habilidades e a aprendizagem contínuas. Entre os formatos, estão:

  • manuais;
  • documentação técnica das soluções;
  • trilhas de aprendizagem;
  • plano de treinamento;
  • avaliação de conhecimento.

Agora, você já sabe como efetivar um treinamento de funcionários eficaz. Basta contar com o suporte certo para ter sucesso nessa empreitada.

Se é isso que deseja, entre em contato com a Shift. Converse com um de nossos consultores e veja como nossa academia ajudará seus colaboradores na rotina.

Newsletter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *