[ Checklist ] Sua rotina laboratorial é inteligente?

Seja na fase pré-analítica, no processamento de exames, interfaceamento, na gestão administrativa ou na análise de indicadores de negócio, o mundo da medicina diagnóstica é uma especialidade em constante evolução no quesito de inovação. Novas tecnologias são incorporadas a todo o momento, transformando atividades em uma rotina laboratorial inteligente.

Inovações tecnológicas se traduzem em maior inteligência na gestão laboratorial e proporcionam maior produtividade nas rotinas de trabalho, aumentando a satisfação dos clientes e contribuindo com segurança, agilidade e qualidade para médicos no diagnóstico e tratamento de seus pacientes.

Explore abaixo alguns princípios que indicam que sua rotina laboratorial é inteligente. 

  1. Automação. Ter o sistema de informação e equipamentos se comunicando de forma autônoma garante mais rapidez, segurança e qualidade na liberação de resultados, que podem ainda ser verificados automaticamente utilizando regras e delta-check.
  1. Processos automatizados. Essa inteligência proporciona maior capacidade de processamento para o laboratório, trazendo maior produtividade e escalabilidade do negócio conforme cresce a demanda. Fluxos de trabalho inteligentes promovem agilidade, fluidez nas rotinas, padronização e uma integração completa entre todos os setores do laboratório.
  1. Inteligência de negócios. Laboratórios que contam com soluções de inteligência de negócios (B.I.) podem acompanhar indicadores da operação em tempo real e, com isso, fazer uma análise estratégica de informações, possibilitando tomadas de decisão mais rápidas e assertivas.
  1. Controle de guias e cronograma de faturas.  Controlar as guias recebidas e realizar a gestão das mesmas, desde o envio para o setor de faturamento até ao recebimento, organizado através de cronogramas por fonte pagadora.
  1. Rastreabilidade. Ter fácil acesso ao detalhamento de informações de todas as atividades do laboratório, incluindo desde todo o processo de atendimento, à logística de amostras, controle de guias, validação de resultados, entre outros, é fundamental para ter uma rotina laboratorial inteligente e sem perda de dados.
  1. Comunicação automatizada Realizar a comunicação com o cliente e parceiros de forma automatizada, seja por e-mail ou SMS, garante mais proximidade e qualidade no atendimento, onde de forma padronizada e ágil é possível enviar orçamentos, laudos, boas-vindas, confirmação de agendamento, entre outros. 
  1. Integração com outros sistemas.  Integrar o sistema de informação com outros sistemas, como o de operadoras e autorizações online, garante uma troca segura e ágil de informações com rastreabilidade de todo o processo de transmissão de dados, diminuindo o tempo de espera dos clientes e, consequentemente, melhorando o TAT do laboratório.
  1. Gestão da qualidade A inteligência nesse critério pode ser verificada através da manutenção do registro de contatos/ocorrências atualizados sempre em tempo real, separadas por área de qualidade definida pelo laboratório, além do controle das não conformidades e atribuição de medidas e tarefas aos usuários envolvidos.

 

Newsletter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *