Saiba como a gestão de custos do laboratório permite a tomada de decisão mais estratégica

Você sabia que a gestão de custos pode auxiliar na tomada de decisão em seu laboratório? O controle dos gastos em uma empresa pode ser visto como uma poderosa ferramenta no planejamento estratégico.

É interesse de qualquer laboratório potencializar os lucros e aumentar os ganhos financeiros. Para isso, uma série de práticas deve ser executada — entre as quais, destaca-se a tomada de decisões assertivas e baseadas em informações. Siga conosco e tire as suas dúvidas sobre o assunto!

O que é a gestão de custos e qual a sua importância para laboratórios?

Chamamos de gestão de custos a todas as rotinas, estratégias e atividades de controle que as organizações executam com os seus gastos, sejam eles diretos, sejam eles indiretos.

Para os laboratórios de análises clínicas, a gestão de custos é importante para que se observe os gastos com materiais de trabalho e execução de processos. A tarefa é importante para otimizar o trabalho, garantindo um atendimento adequado para os pacientes, com eficiência e agilidade.

Como a gestão de custos influencia na tomada de decisões?

A gestão de custos está diretamente ligada à tomada de decisões. É por meio de métricas, como o fluxo de caixa, que os gestores do laboratório saberão se é necessário fazer investimentos em determinada área ou não.

Além disso, caso os gastos estejam muito elevados, podem ser feitos estudos e tomadas de decisões estratégicas para otimizá-los. A ideia é que se possa aumentar os lucros, sem que a qualidade do atendimento prestado aos pacientes seja prejudicada.

Quais são as melhores práticas para fazer uma boa gestão de custos?

Temos algumas dicas para que você possa fazer uma boa gestão de custos em seu laboratório de análises clínicas. Acompanhe!

Tenha um controle de gastos

É necessário ter um fluxo de caixa completo, com o controle de todos os gastos nos laboratórios. Devem ser mapeadas as despesas fixas e as despesas variáveis.

As despesas fixas são aquelas que você tem todo mês no laboratório, como a conta de energia elétrica e de telefone, os salários dos funcionários, entre outros. Já as despesas variáveis são aquelas que ocorrem eventualmente, como compras de insumos, uma reforma, a compra de um novo equipamento, entre outras.

Integre o seu financeiro com o faturamento

Nos laboratórios clínicos, boa parte das receitas é oriunda de faturamento e, por isso, é necessário que esse setor seja integrado com o financeiro, para que se possa ter um maior controle do dinheiro que entra na empresa e, assim, organizar os gastos.

Faça relatórios

É importante que todas as movimentações do caixa e do financeiro do laboratório sejam registradas por meio de relatórios com indicadores. Esses documentos devem ser analisados periodicamente pelos gestores.

A gestão de custos e a tomada de decisão, como você pôde perceber, estão relacionadas. Assim sendo, se você tiver um controle de gastos efetivo, terá também decisões mais adequadas e com resultados mais positivos para o seu negócio.

Gostou de saber mais sobre esse assunto? Então, assine a nossa newsletter e receba mais dicas sobre gestão de laboratórios em seu e-mail.

Newsletter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *