Quais as vantagens da gestão do laboratório por centros de custo?

A gestão do laboratório de análises clínicas envolve o conhecimento sobre conceitos financeiros importantes. Caso contrário, o negócio pode passar por problemas e prejuízos em seu orçamento.

Nesse sentido, manter o controle do centro de custos é uma medida importante para crescer de forma contínua e manter a organização sobre os procedimentos financeiros. Geralmente, isso é feito pelo detalhamento por meio de planilhas. Contudo, graças à tecnologia, esses métodos de gerenciamento estão se aperfeiçoando.

Se ainda não sabe como fazer a gestão do laboratório, este artigo foi feito para você. Vamos explicar como fazer o gerenciamento de maneira adequada por meio dos centros de custo. Boa leitura!

O que são os centros de custo?

Centro de custos é a fórmula que separa uma organização em diversos departamentos. Nesse sentido, cada um fica responsável por desempenhar uma atividade específica, como operacional e financeira, por exemplo. Isso significa que cada centro se refere à empresa como um todo, entretanto eles conservam a sua autonomia e independência quando se relacionam entre si.

Dessa forma, as receitas se limitarão a cada centro de custos, ou seja, cada centro fica responsável pela gestão de quanto lucrou e gastou. Por sua vez, caso as despesas estejam relacionadas a mais de um centro, elas deverão ser compartilhadas entre eles.

Da mesma forma, o centro de custos também é concebido como o setor que tem a função de representar um projeto ou um segmento da empresa. Assim, são representados como formas de reunir e controlar gastos e receitas, de modo a manter um monitoramento e análise mais acurados sobre o negócio. Uma boa gestão financeira do laboratório requer o domínio e o controle sobre a quantia que entra, bem como deve saber de que forma o dinheiro está sendo gasto.

Como os centros de custos são criados?

A criação dos centros de custos é uma decisão do gestor da empresa. Para isso, devem ser analisados alguns fatores, tais como o volume financeiro, o tamanho dos setores, a complexidade das operações e as conveniências.

Assim, pode ser que haja a necessidade de mais de um centro de custo para controlar a entrada e a saída de dinheiro, mesmo que seja uma empresa pequena, dependendo da dificuldade das tarefas e da atividade exercida. Nesse sentido, pode-se afirmar que um empreendimento organizado e eficiente deve ser fragmentado em, pelo menos, 3 centros de custos. Os principais são: administrativos, setores técnicos, unidades de atendimento, e equipamentos.

Diante desse cenário, torna-se fundamental mencionar a importância de categorizar as despesas, ou seja, separar os gastos com o objetivo de conhecer e definir melhor cada centro de custo.

As despesas fixas não se relacionam diretamente com o custo dos serviços e/ou produtos. Isso significa que, independentemente do volume de vendas, elas não se modificam. Por sua vez, as despesas variáveis se alteram conforme a demanda e as vendas. De forma geral, os gastos são divididos em categorias, como “maquinários e equipamentos”, ”empregados”, “aluguel”, “conteúdo para marketing e publicidade” e por aí vai. Essa medida garante uma divisão mais exata e equitativa sobre as despesas entre os centros de custos.

Quais são os benefícios dos centros de custos?

Como você já percebeu, cada centro de custo corresponde a um setor ou a um projeto específico de uma empresa. Em decorrência disso, é possível ter acesso ao resumo financeiro de cada setor, ou seja, pode ser realizada a análise de quanto cada programa gastou e/ou lucrou em um certo período.

Esse controle financeiro deixa as operações mais organizadas, o que permite um desempenho maior. Da mesma forma, os gestores têm uma noção exata do lucro obtido (ou do prejuízo) e do quanto precisam gerar nos próximos meses.

O que é a gestão de custos?

Prosseguindo no raciocínio, a gestão de custos consiste no gerenciamento inteligente de todas as despesas de um laboratório. Esse processo envolve o monitoramento das rotinas, estratégias e atividades que a empresa desempenha e que demandam gastos, tanto diretos quanto indiretos.

Assim, a gestão de custos possibilita a identificação de oportunidades de crescimento, uma vez que permite ter uma visão mais ampla sobre todas as atividades executadas.

A gestão de custos influencia na tomada de decisões. Graças às métricas obtidas (fluxo de caixa, por exemplo), os administradores conseguem saber se há a necessidade de realizar novos investimentos em determinados setores. Nesse sentido, o controle das despesas pode ser considerado um mecanismo essencial para o planejamento estratégico.

Como você pôde ver, a gestão de custos está ligada à tomada de decisões mais acertadas. Isso significa que, se o laboratório adotar um sistema de controle de gastos eficiente, as decisões serão mais bem conduzidas. Logo, as chances de sucesso e melhores resultados serão maiores.

Como fazer uma boa gestão de custos?

Confira, a seguir, algumas dicas de como realizar uma gestão de custos no laboratório.

Mantenha um controle de todos os gastos

O fluxo de caixa completo contendo todas as despesas com as quais o laboratório teve que arcar (tanto gastos fixos quanto variáveis) ajuda a manter o controle de todo o dinheiro que entra e sai.

Integre a parte financeira com o faturamento que foi alcançado

A maior parte da receita dos laboratórios vem do seu faturamento. Nesse sentido, nada mais eficiente do que integrar esse setor ao financeiro. Dessa forma, é possível controlar melhor o dinheiro obtido.

Faça relatórios

Os relatórios são úteis para manter o registro de todas as movimentações do caixa e do setor financeiro do laboratório. Assim, é possível chegar a indicadores de desempenho importantes que ajudam a conhecer melhor as operações dos negócios e descobrir soluções para otimizar os serviços.

A gestão do laboratório de análises clínicas também envolve o gerenciamento minucioso e adequado dos centros de custo. Assim, torna-se possível otimizar as operações, diminuir a fila de espera e oferecer um atendimento mais eficiente para os pacientes. Desse modo, o negócio consegue potencializar os lucros e aumentar os ganhos.

Entendeu a importância dos centros de custo? Tem interesse em implementar uma gestão do laboratório mais eficiente? A Shift pode ajudá-lo! Entre em contato e saiba mais!

Newsletter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *