Indicadores de desempenho de laboratórios. Você conhece?

Indicadores de desempenho de laboratórios são um conjunto de dados que representam a eficiência de processos que, relacionados com a gestão da qualidade e metas, permitem identificar inconsistências da operação e/ou oportunidades de melhoria.

No setor da medicina diagnóstica, um mercado cada vez mais competitivo, é indispensável uma gestão por indicadores, possível por meio de Softwares de Gestão Laboratorial com soluções de Business Intelligence.

Conheça alguns indicadores de desempenho de laboratórios clínicos.

% de Exames em Atraso

A entrega ágil de exames, dentro dos prazos estipulados, é um fator que impacta na competitividade do laboratório e na fidelização de médicos e pacientes. O atraso na entrega de resultados é um dos mais altos indicadores que os processos do laboratório não estão sendo eficientes. O baixo percentual de exames em atraso depende da produtividade de um conjunto de atividades e processos do pré ao pós-analítico e também de terceiros, como o caso de análises enviadas a laboratórios de apoios.

Recoleta

Em qualquer atividade, retrabalho indica alguma lacuna nos processos. No caso de laboratórios, uma evidência forte é a necessidade de recoletar amostras. Por isso, é necessário controlar de perto o percentual de recoleta e, sobretudo, monitorar as suas causas, que podem ser desde erros humanos, colaboradores com treinamento pouco efetivo, à ineficiência de equipamentos ou erros de cadastro.

% de Liberação de Resultados via Verificação Automatizada

A liberação de resultados com verificação automatizada, que permite a configuração de parâmetros para a liberação de exames, inclusive fazendo correlação entre analitos, é um excelente indicador de desempenho de laboratórios, pois coloca em evidência a agilidade no processamento de exames. Clientes da Shift, por exemplo, contam com cerca de 80% de exames liberados via verificação automatizada.

Análise e Controle de Glosas

Muitos laboratórios não têm controle desse indicador e dos seus motivos, sendo que não existe uma integração entre a área financeira e o faturamento. Glosas geradas pelo não recebimento de valores já faturados impactam diretamente na lucratividade e podem evidenciar focos de melhoria nos processos internos do laboratório, como o controle de guias e cadastros.

Assinatura de exames por usuário

O número de exames analisados e assinados por usuário, após a liberação do resultado nos equipamentos, é um indicador muitas vezes utilizado para avaliar a performance de colaboradores da área técnica do laboratório.

Tempo de Atendimento

Controlar o fluxo de atendimento do laboratório é essencial para diagnosticar a eficiência de processos da fase pré-analítica – tempo de espera do paciente até ser atendido, quanto tempo levou para realizar o cadastro na recepção, espera para ser chamado para a coleta e tempo de realização da coleta. A análise diária desses indicadores irá permitir conhecer e atuar no desempenho tanto do setor de coleta quanto na recepção.

TAT – Performance de Processos

Indicador obrigatório na maior parte das normas de acreditação do setor da medicina diagnóstica, o TAT (Turn Around Time) permite avaliar a eficiência de cada área do laboratório, permitindo verificar o tempo que cada exame levou nas diferentes etapas até à entrega do resultado ao paciente. Com essa análise é possível identificar gargalos de produtividade e suas causas, onde, por exemplo, é possível identificar o tempo de processamento de exames em cada equipamento e o tempo que o mesmo levou até ser assinado e liberado.

 

Newsletter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *