Célula Diagnóstico: aposta em sistema de informação laboratorial para crescimento

Com um novo sistema de informação laboratorial e duas novas unidades de coleta abrindo no mês de julho, o Célula, laboratório diagnósticos citológicos de Campo Grande, conta com mais de 10 anos de mercado.

Comprometidos em atuar com excelência técnica e atender com humanização e sensibilidade clientes e parceiros que procuram os seus serviços, o Célula Diagnóstico Citológicos & Análises Clínicas, fundado em 2006, apostou em 2017 em um novo sistema de informação laboratorial para apoiar o crescimento planejado para os próximos anos.

O laboratório, que conta hoje com 30 colaboradores, é referência em Campo Grande. Em operação com o Shift LIS há cerca de 2 meses, a direção do Célula conta que os benefícios da nova solução já são perceptíveis em todos os setores.

Rapidamente percebemos uma grande diferença em todas as áreas. É possível dizer que em 30 dias, a operação do laboratório melhorou em 60%”, comenta a Dra. Flávia Vecchi Laghi, Diretora Administrativa do Célula e Farmacêutica Bioquímica, especialista em Citologia Clínica.

Quanto às expectativas face ao novo sistema de informação, a diretora do laboratório conta que foram superadas.

Na gestão administrativa com base dos indicadores e relatórios gerados pelo sistema, ampliei a captação de informações podendo tomar ações preventivas e ou corretivas na empresa com mais segurança. Conseguimos ter uma visão detalhada e individualizada de cada setor, posto e unidade de coleta, conhecer sua operação e analisar seus detalhes e performance”, conta Dra. Flávia, que referiu ainda que o Célula está abrindo duas novas unidades no começo de julho, o que fará com que o laboratório de Campo Grande conte com 12 unidades de coleta na região.

Pedro Barros, administrador do projeto de implantação da solução da Shift no Célula, conta que o trabalho em conjunto da equipe de implantação com a equipe do laboratório é sempre um fator fundamental para minimizar riscos ao longo do projeto.

A Shift utiliza uma metodologia que permite ao laboratório estar apto a utilizar a solução logo após a entrada em operação, onde rapidamente é possível que a transição se reflita em ganhos de produtividade”, refere Pedro.

A adaptação foi positiva, apesar de uma mudança de sistema ser sempre conflitante, toda a equipe teve uma aceitação e contribuição que permitiu que a mudança fosse rápida, sem grandes transtornos”, comenta Dra. Flávia.

Conseguimos equilibrar os times e contamos com o comprometimento total da equipe ShiftDurante a implantação, tivemos um aumento normal da carga horária das equipes que se evolveram com o projeto – no entanto, atualmente, o processamento de exames sofreu uma redução de 2 a 3 horas. Nossas rotinas se tornaram mais eficientes, se refletindo na redução do custo operacional, completa a Diretora.

Nilberto Dias, Consultor de Implantação da Shift que integrou o projeto, refere ainda que foi possível sentir uma redução de aproximadamente 80% dos impressos no setor técnico, eliminando a impressão de planilhas de trabalho, por exemplo.

Percebemos o grande volume  de papel e planilhas com que trabalhávamos anteriormente. Após a implantação do sistema, praticamente não trabalhamos mais com papel, foi uma redução bastante significativa”, comenta Dra. Flávia.

Entre outros ganhos registrados, o laboratório referiu também a rastreabilidade das amostras e a facilidade de saber sempre qual a sua localização e status.

O desempenho do atendimento, integração com laboratórios de apoio, redução de trabalhos manuais e a agilidade com a automação de equipamentos foram outros aspectos que permitiram ao Célula um rápido aumento da produtividade, abrindo espaço para uma operação estratégica, segura e eficiente para clientes e parceiros.

Newsletter



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *