• 28 de Maio de 2019

A quantidade de tarefas e serviços desempenhados dentro de um estabelecimento de análises clínicas exige que a comunicação no laboratório seja feita de forma eficiente e instantânea. Desse modo, proporcionar condições para que o diálogo entre os funcionários ocorra de maneira positiva é essencial para que a equipe permaneça engajada e com um bom clima organizacional.

Nesse sentido, a tecnologia funciona como uma grande aliada. Afinal, ter o poder de prestar um serviço com agilidade e sem falhas e manter uma comunicação centralizada e bem compreendida ajuda no processamento, na análise e na entrega de exames, representando requisitos essenciais para manter a equipe motivada e para reter e fidelizar os pacientes.

Ficou interessado em aumentar a produtividade do seu empreendimento? Neste artigo, vamos apresentar algumas dicas de como melhorar a comunicação no laboratório. Confira!

[rock-convert-cta id=”3067″]

Adote ações para integrar todas as áreas

Todos os departamentos que compõem o laboratório devem trabalhar em perfeita harmonia e integrados a um sistema de comunicação eficiente. Ou seja, não basta apenas a equipe daquele setor dialogar entre si — é necessário investir em métodos que permitam interagir além dos muros da repartição.

Para isso, é preciso elaborar um planejamento administrativo e financeiro com o intuito de reunir setores de recursos humanos, da área comercial, do estoque, do atendimento, de vendas, de logística, de marketing, entre outros.

Assim, por exemplo, a equipe de atendimento pode ter acesso a um exame de acordo com a fase na qual ele está na execução da equipe de análise. Ou, então, o setor financeiro pode ser comunicado sobre a falta de determinado insumo no estoque e liberar recursos para a aquisição de novas mercadorias.

Utilize uma linguagem adequada com a equipe

Evite utilizar termos muito específicos de uma determinada área. Essa prática pode dificultar o entendimento da mensagem que está sendo passada e causar mal entendidos e falhas no processamento e na execução das tarefas — afetando diretamente a qualidade do trabalho.

Portanto, busque uma linguagem simples e de fácil entendimento. Caso seja inevitável o uso de termos técnicos, deixe um breve relato sobre o seu significado e a sua aplicação, para que as equipes de outros setores entendam-nos com mais facilidade. Isso porque, por exemplo, o setor de vendas pode não saber o que significam as expressões utilizadas pela equipe de Tecnologia da Informação, por serem palavras bem técnicas.

Uma boa ideia é criar um arquivo contendo expressões essenciais para a comunicação no laboratório e salvá-lo em pastas compartilhadas estratégicas para que todos possam ter acesso ao material. Desse modo, sempre que algum colaborador tiver incertezas, pode examinar o documento.

Use o e-mail de maneira correta

O e-mail deve ser usado com o principal intuito de transmitir informações essenciais e para estimular o contato interno entre as áreas. Trata-se de um canal de comunicação formal, oficial e centralizado. Ele é muito útil para enviar dados importantes e avisos relevantes, além de servir para comprovar a veracidade dos elementos que foram enviados e comunicados.

A comunicação no laboratório auxilia no engajamento dos funcionários, forma diversos setores da empresa e constrói um ambiente mais interativo e integrado. Para isso acontecer, nada melhor do que investir em um workflow de atendimento inteligente, que englobe as fases do pré ao pós analítico, tornando a transmissão da mensagem mais eficiente e evitando ruídos, confusões e atrasos.

Quer saber mais dicas de como melhorar a performance do seu negócio? Então, assine a nossa newsletter e receba matérias exclusivas no seu e-mail!




imagem

Artigos relacionados

Controle de Qualidade Interno no contexto da RDC 786/23

O Controle de Qualidade Interno (CQI) desempenha um papel importante no dia a dia de um laboratório. Ele é uma peça-chave para garantir a confiabilidade e precisão dos resultados analíticos e possibilita o monitoramento contínuo do desempenho dos métodos laboratoriais. Normas de acreditação, como a PALC e, mais recentemente, a nova RDC 786/2023, demandam implementar […]

Gestão de riscos em laboratórios e a RDC 786/23

Neste conteúdo, vamos falar sobre gestão de riscos em laboratórios de Análises Clínicas sob o olhar da RDC 786/23, refletindo sobre planos de contingência, monitoramento de indicadores e muito mais! Continue a leitura para ficar por dentro do tema. Em primeiro lugar, vamos parar para imaginar quantas transformações aconteceram em um intervalo de 18 anos […]

RDC 786/23 e Gestão de Indicadores

Descubra o impacto da RDC 786/23 na gestão de indicadores de desempenho. Veja também como um correto acompanhamento desses indicadores pode te ajudar a melhorar os resultados do seu negócio. A RDC 786/23 trouxe consigo vários pontos que passaram a exigir, além de adequações de processos, também o cumprimento de algumas exigências por parte dos […]

imagem

Destaques

Controle de Qualidade Interno no contexto da RDC 786/23

Índice de adesão à RDC 786/23 cresce após consultoria da Shift

Gestão de riscos em laboratórios e a RDC 786/23

imagem

Assine a nossa newsletter?

Quer ficar por dentro das novidades sobre soluções em tecnologia para saúde? Cadastre-se na News da Shift e atualize-se periodicamente na caixa de entrada do seu e-mail.

Acompanhe a Shift nas redes sociais!